CHILE – Avanço da FILSA: realismo mágico nórdico, aventuras na escola, ajudas à edição

«A literatura finlandesa é muito mais que novelas obscuras», esse foi o lema do Instituto Ibero-Americano da Finlândia, um dos agentes culturais nórdicos encarregues de conformar o programa da Feira Internacional do Livro em Santiago (FILSA), no momento de eleger as propostas com as quais se deseja dar a conhecer a literatura finlandesa em Santiago do Chile.

«Foi-nos confiada uma missão muito importante: mostrar autores representativos e de renome da Finlândia que sejam de interesse para o público chileno, escolhemos a Riikka Pelo, (Prémio Nacional de Literatura) e Timo Parvela (Prémio de Literatura Juvenil).»

Além dos ditos autores, na feira estará presente Auli Leskinen, escritora e diretora do Instituto, Luisa Gutiérrez, tradutora de finlandês, e ainda estão a ser ponderadas outras propostas que ampliem a presença literária finlandesa, como por exemplo a narrativa das minorias, no caso da Finlândia, escrita em língua sueca, ou a não ficção. Pondera-se ainda a presença de Heikki Hiilamo e o seu livro As listas da morte, que relata o papel da Finlândia no resgate de dissidentes políticos do regime militar de Augusto Pinochet. Assim sendo, na feira do Instituto vai organizar-se uma exposição de livros finlandeses traduzidos a espanhol.

RIKKA PELO: realismo mágico nórdico
Riika Pelo (1972-) é dramaturga, ensaísta e guionista. A sua novela de estreia A portadora do céu foi publicada em castelhano por Fiordo. É sobre Vendla, uma menina de seis anos que vive numa fazenda com a sua avó Mirjami, uma anciã convencida que o dia do juízo final se aproxima e que deve proteger a sua neta das horríveis tentações do mundo terrestre. Em 2013, a segunda novela de Rikka Pelo Jokapäiväinen elämämme (A nossa vida quotidiana) foi galardoada com o Prémio Nacional da Literatura da Finlândia. Os livros da Riikka Pelo ainda não foram publicados em português.

TIMO PARVELA: a escola como espaço de aventuras
Timo Parvela (1974-) é um dos autores de literatura infantil mais conhecidos da Finlândia. Os seus livros estão entre os mais lidos no seu país de origem e no estrangeiro. Recebeu em 2006 o Prémio Nacional de Literatura Juvenil da Finlândia. Escreveu aproximadamente 70 obras para crianças, jovens e adultos, traduzidas a mais de 20 línguas e adaptadas a filmes e peças de teatro. Além do seu trabalho como docente e escritor, é especialista na promoção à leitura infantil. Em abril de 2015 foram publicados os seus primeiros livros em espanhol: os três primeiros capítulos da série Elia e os seus amigos, que narram as simpáticas aventuras de uma menina na escola. Ainda não foi publicado em português.

AULI LESKINEN: conexões e intertextualidades entre a literatura finlandesa e chilena
Auli Leskinen é doutorada em literatura latino-americana (Universidade de Helsínquia/Universidade do Chile), e é tradutora e escritora. Como diretora do Instituto Ibero-Americano da Finlândia é intérprete cultural da Finlândia para Espanha, Portugal e América Latina. Publicou um livro de poesia e uma obra documental sobre o México e trabalhou como guionista para documentais de televisão e rádio-teatro. Nos seus anos de correspondente da Radiotelevisão estatal da Finlândia no Chile, participou no seminário literário de Diamela Eltit. A sua primeira novela, O tempo das bestas, toma lugar no Chile e narra uma história de um jovem soldado, Michel Nash, que se nega a participar nas execuções dos civis detidos. A novela recebeu excelentes críticas na Finlândia.

LUISA GUTIÉRREZ: subvenções à edição de literatura finlandesa
Luisa Gutiérrez Ruiz trabalha desde 2010 como tradutora de literatura finlandesa, não só de ficção para adultos como também literatura infantil e juvenil. Além disso, traduziu uma dezena de peças de teatro. É a tradutora de Timo Parvela, Riikka Pelo, Minna Lindgren e Sofi Oksanen, entre outros, e na feira apresentará as ajudas e subvenções finlandesas à edição de livros no estrangeiro, um tema de grande interesse para as editoras que participem na FILSA.

FILSA terá lugar de dia 22 de outubro a dia 8 de novembro no Centro Cultural Estación Mapocho, e aposta na exótica literatura nórdica com fim a superar os 260 mil participantes do ano passado.

Menu