PAULIINA STÅHLBERG (1.1.2021—)

“A cultura faz bem.”

Stählberg tem uma longa carreira como gestora no campo da cultura, sendo também diretora, produtora e jornalista na indústria mediática, especialmente em programas culturais e de atualidade da radiotelevisão finlandesa, YLE. De 2015 a 2018 dirigiu o Instituto Cultural Finlandês em Londres e presidiu a rede de institutos culturais da União Europeia, EUNIC, na capital inglesa. Ao mesmo tempo, Pauliina Stählberg, trabalhou como Chefe de Relações Públicas no Museu de Arte Ateneum e com numerosos meios de comunicação estrangeiros. Foi responsável pela produção da série policial Karppi (intitulada Deadwind para o mercado estrangeiro) na Dionysos Films. Aqui um pequeno vídeo sobre os seus objetivos na direção do Instituto.

Pauliina Ståhlberg
Pauliina Ståhlberg

SARRI VUORISALO-TIITINEN (1.3.2017—31.12.2020)

Sarri Vuorisalo-Tiitinen é licenciada em Filosofia Espanhola e doutorada desde 2011 em Estudos Latino-americanos pela Universidade de Helsínquia. A sua tese de doutoramento trata dos direitos das mulheres no seio do movimento zapatista do México. Após o seu doutoramento, Sarri trabalhou quatro anos na Universidade de Helsínquia, exercendo funções administrativas no Departamento de Culturas do Mundo e, entre outras tarefas, foi chefe do escritório e do departamento financeiro. Foi também, durante muito tempo, docente no programa internacional de mestrado de ação intercultural.

AULI LESKINEN (1.8.2012 —30.11.2016)

A Dr. Auli Leskinen completou sua tese de doutorado sobre a produção literária da escritora chilena Diamela Eltit na Universidade de Helsinque. Leskinen tem uma longa carreira no mundo do jornalismo e publicou ensaios e livros de ficção. Durante a etapa como diretora, o Instituto expandiu suas atividades na América Latina e estabeleceu uma rede de delegados na região. O Instituto entrou como membro ativo da recém-criada Team Finland. Além disso, o significado da arte como uma indústria econômica foi importante. Um dos projetos mais notáveis foi a cooperação no ãmbito da educação na América Latina.

Sarri Vuorisalo-Tiitinen
Auli Leskinen (Foto: Timo Kelaranta)
Auli Leskinen (Foto: Timo Kelaranta)

MARTTI PÄRSSINEN (1.10.1996—31.7.1999)  (1.8.2007—31.7.2012)

O primeiro diretor do Instituto recém fundado foi o Doutor Martti Pärssinen, antropólogo, arqueólogo e historiador reconhecido a nivel internacional, cuja especialidade é a área andina. Em 1999, Pärssinen foi nomeado catedrático de Estudos Latinoamericanos na Universidade de Helsinki, sendo assim um dos pioneiros deste campo multidisciplinar na Finlândia. O Instituto publicou vários livros científicos de Pärssinen. Em 2007, retomou o cargo de diretor, esta vez por cinco anos.

Nomeação de Martti Pärssinen como primeiro diretor do Instituto Iberoamericano da Finlândia em 1996.

TIMO RIIHO (1.8.2002—31.7.2006)

O Doutor Timo Riiho foi um dos três fundadores do Proyecto Fundación, e também esteve envolvido no estabelecimento de um Centro Iberoamericano na Universidade de Helsinki.  Foi catedrático de Línguas Românicas na Universidade de Helsinki desde 1983. Riiho é um hispanista declarado, um professor inspirador e um verdadeiro perito em tudo o que é relacionado com a Península Ibérica, também conhece a América Latina e algumas das antigas colónias de Espanha e Portugal. Para além de várias línguas românticas, domina o Euskera.

Timo Riiho recebe uma medalha.

ALFONSO PADILLA  (11.5.2007—31.7.2007)

El doctor Alfonso Padilla es profesor de Musicología en la Universidad de Helsinki. Originario de Chile, Padilla es un polifacético musicólogo, compositor y personaje cultural que lleva más de treinta años en Finlandia.

JYRKI K. TALVITIE  (1.8.2006—11.5.2007)

Uno de los tres iniciadores del Proyecto Fundación, Jyrki Talvitie, actuó de delegado de la fundación entre 1990 y 2007 y de vicedirector de 1996 a 2007. Es un prolífico escritor de obras de consulta, siendo su especialidad los diccionarios de términos técnicos y de negocios. Ha publicado más de 60 obras de lexicografía, diccionarios de español, guías turísticas de Centroamérica y libros sobre las antiguas culturas de Mesoamérica, sobre todo sobre la cultura maya. Especialista en Centroamérica, Talvitie ha sido cónsul honorario de Guatemala en Finlandia desde 1987. Ha visitado todos los países de América Latina.

LIISA SALO-LEE (1.2.2000—31.7.2002)

A Doutora Liisa Salo-Lee é catedrática de Comunicação Intercultural na Universidade de Jyväskylä. Tem uma longa carreira internacional, já tendo trabalhado doze anos no Brasil.

KATARIINA NUOTTAMO (1.8.1999—31.1.2000)

Katariina Nuottamo, licenciada em Filosofia e Letras, foi subdiretora do Instituto desde 1999 até 2001 e diretora interina durante sete meses.

Menu