Tuomo Manninen en una galeria

Um jogo de luzes e sombras: Natureza Incrível

Nas imagens do bosque de Helsínquia do fotógrafo Tuomo Manninen, a atenção concentra-se nas luzes e sombras cruzadas. Como surge a neve cintilante nas imagens que inspiram este artista finlandês?

Como te tornaste fotógrafo?
Tornei-me fotógrafo porque escrever era muito fácil. 🙂 Um texto pode ser editado a posteriori, repensado e dar-lhe voltas. A fotografia foi tirada, ou foi tirada naquele instante, num dado momento e as imagens não conseguiam modificar muito.

O que caracteriza as tuas fotografias?
A minha marca como fotógrafo é o uso da luz, algo que me acompanhou desde o início. Brincar com a luz começou nos anos 80. Lembro-me de uma vez em que estava em Cuba, a ensinar fotografia de retrato a estudantes locais. Não havia luzes de estúdio disponíveis na escola, de qualquer tipo, por isso tivemos a ideia de usar lâmpadas e, entre outras coisas, folha de alumínio para refletir a luz.

O que queres representar nas tuas fotos?
Ao longo da minha carreira, tenho feito muitas fotografias documentais para várias revistas e meios de comunicação. Como artista, o meu tema principal são grupos de pessoas, que fotografo desde 1995.

Onde arranjas novas ideias e inspiração?
Leio, vejo filmes, ouço música: escrevo constantemente sobre coisas diferentes que me vêm à cabeça, por exemplo, em concertos ou no cinema.

Como surgiu a série “Natureza Incrível“?
Com a pandemia em pleno apogeu e com as restrições, tive de suspender retratos de grupo. Não havia escolha a não ser pensar em outra coisa para fotografar. Durante a pandemia, na Finlândia as pessoas procuraram na natureza a força para resistir e a natureza tornou-se um elemento importante para melhorar a resistência mental. Este fenómeno começou a interessar-me. Além disso, queria descrever a natureza de uma nova forma, porque a natureza é geralmente descrita de uma forma muito concreta. Os fotógrafos de natureza são geralmente entusiastas apaixonados da natureza, por isso o propósito das imagens é mostrar a natureza à medida que a experimentam. O meu ponto de partida era diferente, porque queria iluminar os objetos para que aparecessem nas imagens como não sendo realidade. A mensagem das minhas fotografias é que a natureza é e não tem um propósito específico. Simplesmente existe. Nós, como seres humanos, também fazemos parte da natureza.

Como foram tiradas as fotografias de Natureza Incrível?
Com iluminação, iluminação e iluminação. Todas as fotografias foram tiradas durante o dia, e no inverno não há muita luz do dia. Mas também escureci a luz predominante, para que a luz do flash se destacasse. A câmara estava num tripé, por isso foram tiradas entre 50 e 150 fotografias semelhantes. As imagens surgiram combinando diferentes exposições. Só a luz se movia de um lugar para outro, e a rodagem duravam uma ou duas horas. Estes pontos iluminados conectaram-se entre si no pós-processamento, que demorou cerca de um dia por imagem. A tecnologia também oferece a possibilidade de mudar a direção da luz, o que permite fazer brilhar a neve ou destacar alguns pequenos detalhes. Luzes de diferentes direções dão às imagens uma sensação cinematográfica e irreal. As fotos da neve foram tiradas em condições de frio, entre 5 e 10 graus abaixo de zero. Para me mover pela floresta, usei raquetes de neve em vez de esquis, algo incomum para um finlandês. Dão um melhor apoio lateral quando disparam.

Todas as imagens foram tiradas em Helsínquia.
Quando iniciei este projeto, estava a mover-me muito pela natureza de Helsínquia em busca de lugares adequados nas imediações. No final, acabei por fotografar áreas principalmente protegidas dentro dos limites de Helsínquia.

Que tipo de relação os finlandeses têm com a natureza?
Sem dúvida, há algo de especial na relação dos finlandeses com a natureza, precisamente porque temos muita natureza aparentemente intocada, e está perto de tudo. A relação dos finlandeses com a natureza é influenciada, por exemplo, pela cultura das casas de férias, onde as pessoas costumam ir para relaxar sem confortos modernos e realizar atividades na natureza.

*A Natureza incrível fez parte do festival de fotografia PHotoESPAÑA 2022 e as paisagens florestais escuras da exposição puderam ser vistas na galeria do Instituto.

Menu