Europa 61: Um ciclo de portas abertas

De 16 a 22 de maio, o Cinema Trindade, no Porto, acolhe uma semana de cinema europeu que visa refletir sobre a ideia de Europa entre duas datas de particular relevância para a União Europeia: no dia 9 de maio celebra-se o Dia da Europa e no dia 26 terão lugar eleições para o Parlamento Europeu, tudo isto tendo por pano de fundo uma das maiores crises enfrentadas pela União.

A mostra, cujo título – Europa 61 – faz uma alusão indireta a um dos filmes de referência do cinema europeu, “Europa 51” de Roberto Rossellini, bem como ao aniversário da União Europeia, que celebra este ano 61 anos de existência (a Comunidade Económica Europeia entrou em vigor a 1 de janeiro de 1958), pretende comemorar a Europa enquanto identidade cultural, social e política através da exibição de 14 filmes, provenientes de 14 países diferentes (Alemanha, Áustria, Croácia, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa e Roménia) e todos eles importantes para a compreensão daquilo que é a Europa hoje.

A Leste da Suécia
Simo Halinen · Finlândia · 2018 · 104′ · ficção

Uma cadeia de eventos entrelaça a vida de três personagens na cidade gelada de Oulu. Dominick, refugiado ilegal de Angola que tenta escapar às malhas das autoridades, e Jere, proprietário de uma sala de desporto, veem se involuntariamente implicados no desaparecimento do marido de Vera, que hospeda temporariamente Dominik. Simo Halinen, que tem vindo a afirmar se como uma das mais interessantes alternativas ao humor cáustico a que nos tem habituado o cinema finlandês, consegue realizar um hábil thriller que, através da criação de personagens multidimensionais, da utilização de uma narrativa não linear e de um grupo de atores brilhantes, faz uma inesperada reflexão sobre a Europa contemporânea. (CN)

// prémios e festivais
quatro nomeações para os prémios Jussi do cinema finlandês (2019)
Helsínquia (2018), Midnight Sun (2018), Mostra de São Paulo (2018), Xangai (2018)
// sessões
22 de maio, 19h
// entrada livre

 

Menu